Mentes que visitam

quarta-feira, 31 de dezembro de 2014

A corrupção como recurso para o sistema

A história do Brasil é uma narrativa de mandonismo e de obediência. Desde a Colônia, nós somos o desdobramento da vontade dos donos do poder territorial, econômico e jurídico. Os senhores de terra, e posteriormente os detentores de outros recursos (industriais, financeiros, midiáticos etc), estabeleceram uma hierarquia e do topo dela têm escrito e controlado a nossa história política.
Os mandões criaram uma estrutura de dominação clientelista que chegou ao auge nos tempos do coronelismo. Essa prática de relação política consolidou-se durante a Primeira República (1889-1930), medrando do meio rural e pequenas cidades até a capital do País. O termo “coronelismo” tem origem nos coronéis da Guarda Nacional (criada em 1831), mas coronel foi generalizado pelo povo como título de chefe político.
Essa corporação foi implantada em todos os municípios brasileiros; não obstante ter sido militar, era uma expressão do poder civil. A autoridade sobre o regimento local, exercida sob a patente de coronel, era entregue a um chefe político. Esses chefes, que já eram donos de fato do lugar, ao receberem um poder militar legalmente reconhecido, mais legitimavam o poder de mando, consolidando prestígio pessoal.
A Guarda Nacional foi extinta já em 1889, antes, pois, da República Velha, mas o poder angariado pelos coronéis não morreu. Era dessa gente o poder político, econômico e jurídico. Esse sistema ficou arraigado nos nossos costumes. A hierarquia de cabo eleitoral, de chefe de distrito, de coronel, se não sobrevive com a mesma pujança, perdura como um fundo que infesta o sistema eleitoral até nossos dias.
Ainda hoje, a substituição de partido político no comando do governo em qualquer nível não leva à troca de método governativo. Antigamente, é verdade, havia mais coerência no sistema: os que perdiam as eleições compreendiam perfeitamente que “agora é a vez deles”. Então, resignadamente, os derrotados se punham a militar pelo retorno ao poder e ao cofre público.
Nos tempos dos coronéis, os mandões, se vencedores, sustentavam os seus com os meios do erário; fora do poder, mantinham a “sua gente” com os próprios bolsos. A questão de honra pública nacional nunca foi o pertencimento cívico a uma ideologia partidária, mas o alinhamento a um potentado local. Ser marcado e reconhecido como alinhado a um coronel nos bons e maus tempos era um sinal de dignidade.
Atualmente, alguns dos que estão fora do poder protestam, mas não no relevante. Note-se, por exemplo, que na CPMI que investigou a roubalheira na Petrobrás alcançou-se o acordo de não quebrar o sigilo das empresas envolvidas. Suponho que se o fizesse seria encontrado nos dutos de propina o nome de parlamentares das mais variadas greis partidárias, de situação e de oposição.
É isso que somos: um país movido a interesses intermediados por políticos. Já não temos os coronéis, mas preservamos uma mentalidade clientelista. Nossas eleições não são episódios que atraiam por embates de pensamentos, mas por interesses. Um governante não é eleito como um pensador ou um gerente do Brasil, mas como um intermediário de negócios, um despachante de interesses.
Sem ilusão, político que não gasta não se elege e, salvo exceção, político que não rouba não tem para gastar. E o povo, regra geral, não quer saber de ideia, quer a parte dele. O povo é tocado a marketing, promessas, favores e valores, sejam os valores privados, tirados do bolso do político que roubou ou vai roubar, sejam os valores públicos, levados pelas bolsas que o PSDB inventou e que o PT fatura.
E a tudo se justifica, na lógica de nossos hábitos. Não há petista que reconheça que seu partido roubou (sim, não é só o PT) da Petrobrás, apesar das evidências e mesmo das confissões; todo petista alega julgamento político do Mensalão, apesar de os ministros do STF terem sido nomeados por Lula e Dilma. Não há petista que reconheça que essas verbas bilionárias moveram a eleição e reeleição de Dilma.
Ao tempo da Ditadura, o Nordeste ganhava favores e votava na Arena; os nordestinos eram execrados como alienados pela “esquerda”. Hoje o Nordeste “retribui” em votos o “reconhecimento” pelos benefícios públicos que lhe são dirigidos. É o mesmo clientelismo, mas a esquerda, hoje, nomeia esse hábito de consciência eleitoral. Somos isso e nos justificamos. Não vai ser fácil superar a nossa própria história.
Por Léo Rosa
Doutor e Mestre em Direito pela UFSC. Especialista em Administração de Empresas e em Economia. Professor da Unisul. Advogado, Psicólogo e Jornalista.

sexta-feira, 26 de dezembro de 2014

Vegetarianismo =/= Veganismo

Vegetarianismo diz respeito somente à dieta: sem nenhuma carne ou produtos de animais (vaca, porco, peixes e animais do mar- lagostas, camarões, ostras, mexilhões - , ovos, leite, queijos, iogurtes, mel – tudo que vem de animais). Quem come ovos, iogurtes, queijos e bebe leite, não é vegetariano.

Veganismo – além da mesma dieta do vegetarianismo, é também uma filosofia, sem exploração dos animais. É um conjunto de práticas: 

Veganismo  é a filosofia segundo a qual, deve-se viver sem explorar os outros animais, sob nenhum aspecto. O vegano  vive sem se alimentar de animais não humanos e os produtos deles derivados (ovos, leite,  laticínios, gelatina, corantes como a cochonilha, mel, etc.), repudia a caça, a vivissecção (veganos boicotam quaisquer produtos que tenham sido testados em animais como xampus, cosméticos, tabaco, etc.), confinamento de animais, apropriação deles, rodeios, circos, zoológicos, parques aquáticos, exposições  e qualquer tipo de entretenimento utilizando animais, comércio de pets, qualquer trabalho dos bichos (puxar carroças, montaria, etc.). Não usa couro, peles, lã, penas, camurça, seda, perfumes com base de almíscar,  enfim, qualquer prática que signifique exploração de animais. Veganismo não é só dieta. É um conjunto de práticas com base nos Direitos dos Animais.


Claro está que não é fácil chegar a isso tudo. Eu ainda tenho sapatos e tênis de couro antigos, mas vou usar até acabarem e só então substituir por sintéticos. Não tenho grana para isso. Mas, se comprar algum agora, certamente será sintético.
Penso que é uma filosofia de pura compaixão. Como você está percebendo, muitas pessoas acham tudo isso estranho e tentam ridicularizar a postura dos veganos. É mais fácil criticar do que se manter em uma dieta sem produtos animais, etc.. Procuro sempre, nos grupos, passar receitas veganas, para as mulheres perceberem que há pratos muito gostosos.

Dentro do veganismo há dietas mais radicais, como o crudivorismo e o frugivorismo. Tentei fazer o crudivorismo, mas só consegui durante 3 meses. A grande dificuldade é no inverno – pelo menos para mim. Comer só frutas, nunca tentei.
É engraçado como o corpo vai reagindo: atualmente, só o cheiro do leite de vaca me embrulha o estômago.
Não tento converter ninguém. Apenas repasso mensagens e escrevo artigos orientados por essa filosofia. Eu faço o que prego. E, me esforço.
Não dá mesmo para suportar o sofrimento dos animais – tanto os que são abatidos como dos quais pilhamos  ovos, leite, mel, etc..
O preço do carnivorismo é muito mais que as doenças humanas – é a destruição do próprio planeta – e dor, muita dor causada aos animais. Muito triste.

Tenha um bom final de ano, com uma ceia livre de crueldade. Que 2015 chegue trazendo muitas realizações e principalmente, muita, muita saúde.


____________________


 "O homem tem feito, na Terra, um Inferno, para os Animais", Arthur Schopenhauer, filósofo alemão.
####################

sábado, 20 de dezembro de 2014

6 sites para baixar livros gratuitamente e de forma legal


por Luciana Galastri


  (Foto: wikimedia commons)

Quer ler mais sem "sentir dor no bolso"? Separamos
sites incríveis que disponibilizam obras para download
gratuito.                                                                                                                                                   Baixe e-books de forma legal, economize e viaje para lugares
incríveis na frente do computador (ou do tablet, ou do reader):
1. Open Library - o site (que quer catalogar todos os livros
do mundo)
possui mais de um milhão de obras para download gratuito,
em diversas línguas. Entre os livros em português, encontramos
contos e romances de Monteiro Lobato, José de Alencar e
Machado de Assis, por exemplo.
Se você sabe ler em inglês, as opções são inúmeras.
2. Portal Domínio Público - lista obras em diversas línguas
(incluindo 2 mil livros em português) que já estão em
domínio público. É possível ler "A Divina Comédia", de Dante,
por exemplo.
3. Projeto Gutemberg - mais de 100 mil livros em diversas línguas.
Podem ser baixados em vários formatos.
4. eBooks Brasil - o site tem uma cara antiga e navegação
pouco intuitiva, mas seu acervo funciona perfeitamente.
Basta navegar pelo formato desejado de eBook pelos links logo abaixo
da  logomarca e buscar o que você deseja ler.
5. Obras raras da USP - o site reúne imagens de  edições incríveis.
O acervo ainda é pequeno (não mais que 30 livros) - mas só a chance de
explorar essa edição impressionante de Dom Quixote vale a visita. 
6. Wikisource - a "biblioteca" da Wikipedia reúne livros que estão sob
domínio público ou sob a  licença "Creative Commons".
Na versão lusófona, temos mais de 27 mil textos disponíveis, divididos
em categorias como períodos literários, países de origem e anos em que
foram escritos.

terça-feira, 16 de dezembro de 2014

8 Hábitos e costumes brasileiros que deveriam ser exportados, na opinião dos gringos

Em tempos de Copa do Mundo, muitos brasileiros viram as ruas das suas cidades sendo invadidas por estrangeiros de todas as partes do globo. Tirando a onda de protestos contra o evento e todo o climão que por vezes toma as ruas, uma das coisas mais interessantes de serem observadas é a grande diferença cultural entre os povos, seja pelo jeito de agir, na hora de comer, na hora de comemorar, etc.

costumes_brasileiros03

Nós brasileiros, por muitas vezes, chegamos a nos diminuir perante a cultura de países mais ricos, como os Estados Unidos, a França, a Itália e por aí vai. Óbvio, que não há nada de mais em achar determinado hábito mais bonito ou educado que o de costume, mas não há motivo para achá-los sempre melhores – o que é muito ruim.
Mas, para quem acha que nossos hábitos e costumes não tem nada a acrescentar a um estrangeiro “mais civilizado”, engana-se redondamente. Em matéria interessantíssima publicada pelo Zero Hora, estrangeiros entrevistados revelaram quais dos nossos costumes e hábitos eles mais admiram e que gostariam que fossem exportados para outros países. Alguns são surpreendentes.

1 – Abraço

Você deve estar pensando “mas como assim, o abraço???”. A verdade é que, mundo afora, as pessoas não são tão receptivas ao contato pessoal íntimo, mesmo entre amigos ou parentes. Quem já teve a oportunidade de viajar para outros países, especialmente na Europa, sabe do que estou falando.
O nosso tradicional abraço seguido de um beijinho na bochecha, típico de quando se encontra um conhecido ou mesmo quando se é apresentado a alguém, pode parecer um verdadeiro “abuso sexual” para um gringo.
Boris Pravda-Starov, 25 anos, estudante, que morou em Porto Alegre, explica ao Zero Hora que gosta do hábito dos brasileiros de dar abraços e que deu um abraço em seu pai assim que retornou à França, e ele estranhou a atitude do filho. O estudante chinês Liu Da diz que na China, sequer o aperto de mão é usual – as pessoas simplesmente não se tocam.

2 – Higiene

Definitivamente, somos muito limpos – e eu tenho orgulho disso! (risos) Por onde passamos, os estrangeiros costumam ficar impressionados por nossos hábitos básicos de tomar banho ao acordar, escovar os dentes após as refeições, etc.
A explicação é cultural, claro: somos descendentes de índios que já possuíam bons hábitos de limpeza bem antes dos europeus chegarem por aqui. A francesa Nathalie Touratier se diz admirada pelo fato de escovarmos sempre os dentes, mesmo no trabalho: ela explica que na França, as pessoas mascam chicletes após almoçarem quando estão em serviço.

3 – Almoçar

Sim, por mais estranho que isso possa parecer, em alguns países a principal refeição dia – para nós – é uma mera trivialidade. A neozelandesa Victoria Joy Winter diz que, em seu país, as pessoas tendem a engolir um sanduíche no almoço e fazer uma refeição pesada à noite.
Ela reconhece que um jantar mais leve é muito mais saudável e que nosso ponto de vista quanto à alimentação deveria ser exportado. O holandês Marnix Van se diz apreciador da ideia dos rodízios e bufê a quilo.

4 – Atividades físicas

costumes_brasileiros01
Falando em saúde, quando se trata de cuidado com o corpo, nós somos, mais uma vez, exemplo para o mundo. Estrangeiros da África do Sul e do restante da América do Sul se dizem impressionados com nossa vontade em praticar exercícios físicos como caminhadas, ciclismo ou o nosso tradicional futebol, independentemente da hora do dia.
Elia Arévalo, nicaraguense, diz que acha ótimo quando algumas ruas são fechadas aos finais de semana para a prática de exercícios; Mauricio Uriona, boliviano, acha o culto ao corpo algo importante e que as pessoas não se preocupam com o físico em seu país.

5 – Carona

costumes_brasileiros06
Dar carona é só mais uma de tantas cordialidades que o brasileiro é acostumado a praticar sem nem ter ideia de que, em outros países, esse é um hábito praticamente inexistente.
Manuel Gourmand, francês, diz que esta é, de longe, uma das práticas brasileiras que ele mais gosta. Ele diz que na Europa isso não existe e que nem mesmo colegas pensam na possibilidade de oferecer carona a alguém; cada um vai aos encontros por conta própria.

6 – Atendimento

Este é um ponto controverso entre os que foram entrevistados pelo Zero Hora, mas por uma simples questão de gosto: britânicos e franceses não gostam de ser abordados pelos atendentes.
Por outro lado, o italiano Alessandro Andreini afirma que uma das frases que mais gostou de ouvir na vida foi “você encontrou tudo o que procurava?” vinda da caixa de um supermercado. Mais uma vez, fica evidente a cordialidade do brasileiro.

7 – O “jeitinho” brasileiro

Na arte da improvisação, nós somos verdadeiros mestres e o tão polêmico “jeitinho” brasileiro é sim apreciado pelos estrangeiros. De acordo com eles, e como versa o ditado, para um brasileiro “só não existe jeito pra morte”, pois nós somos naturalmente insistentes perante às situações adversas e que sempre acreditamos que podemos superá-las de alguma forma.
Para o filósofo americano Allan Taylor, é esse nosso “jogo de cintura” que nos torna tão bem sucedidos no exterior e é o que explica o porquê dos americanos, por exemplo, não conseguirem sambar nem jogar futebol direito.

8 – A forma como tratamos os estrangeiros

costumes_brasileiros05
Alguns vão dizer que brasileiro gosta mesmo é de “babar” os gringos, inferindo que agimos como bobos com os estrangeiros. Eu pessoalmente acredito que o brasileiro, em geral, é cordial com qualquer pessoa de fora da sua cidade ou estado; uns mais, outros menos.
De qualquer forma, este não é um costume de muitos países do mundo – e talvez por isso o brasileiro passou achar que é humilhante tratar um estrangeiro bem quando não se é tratado da mesma forma lá fora. Katharina Ockert, alemã, conta que certa vez pediu uma informação a uma senhora na rua e se surpreendeu quando a mesma a pegou pela mão e a levou ao local.
A francesa Clémentine Athanasiadis, estudante da PUCRS, diz que acha esse comportamento importante, pois os estrangeiros se sentem perdidos no começo e acha excelente que as pessoas aqui sempre deem informações com um sorriso no rosto.
Se é humilhação ou não, depende da visão de cada um, mas creio que os bons costumes é que nos enobrecem; e quer maneira melhor que dar “um tapa” na cara dos gringos mostrando pra eles que educação e gentileza são o caminho correto?
Confira estes e outros hábitos que os estrangeiros admiram nos brasileiros na excelente matéria do Zero Hora.

segunda-feira, 8 de dezembro de 2014

19 Logos de marcas famosas que possuem significados ocultos que você nem pode imaginar


Não é preciso ser um gênio publicitário para saber que os logotipos são peças fundamentais para a divulgação de uma marca. Seja um símbolo, um mascote, uma palavra, até mesmo uma forma diferente de escrever o próprio nome da marca, eles possuem a função nada módica de representar as ideologias por trás daquela empresa.
Em função disso, tudo aquilo que envolve a criação de um logo é minuciosamente pensado, desde cores, formas, a fonte das letras, iluminação, etc. Um bom logo precisa ser certeiro naquilo que ele se propõe. Mas, apesar de bem constituídos, alguns deles possuem mensagens que passam despercebidas pela maioria do público. Algumas são intencionalmente feitas para influenciar nosso subconsciente, outras simplesmente guardam relação com a origem da marca ou do grupo financeiro.
Confira a seguir 19 logos famosos e seus significados ocultos. Acredite, você nunca mais verá essas marcas com os mesmos olhos.

1. VAIO

significados_ocultos11
De início, você só consegue enxergar as letras que formam a palavra VAIO, mas olhando mais atentamente é possível perceber que as primeiras duas letras formam o símbolo analógico (∿), ao passo que as duas últimas representam o símbolo digital (binário, 1 e 0).

2. Mitsubishi

significados_ocultos5
O logo da Mitsubishi tem uma explicação bem legal e que remete à história da empresa. A formação do mesmo se deu graças a junção do símbolo do clã Tosa, a crista de três folhas, com o símbolo da família Iwasaki, a crista de 3 diamantes.
De acordo com o site Peske Social, a palavra mitsubishi viria de “mitsu” (árvore) e “hishi” (castanha de água, comumente utilizada no japonês com o sentido de “losango” ou “em forma de diamante”).

3. Amazon

significados_ocultos3
Muitos pensam que a seta no logo da Amazon simboliza uma carinha feliz, inferindo que os consumidores da empresa são mais felizes. Mas não é só isso: a seta aponta da letra A para a letra Z, significando que na Amazon vende-se uma grande variedade de coisas, literalmente de A a Z.

4. McDonalds

significados_ocultos20
Não, você não está errado. O logo do McDonalds é mesmo um grande “M”, mas de acordo com o psicólogo Louis Cheskin, ele também significaria outra coisa. Quando a empresa quis mudar o seu logo na década de 60, o senhor Cheskin sugeriu que não, pois o símbolo representaria um par de protuberantes seios. Isso mesmo, senhores, o logo do McDonalds só existe até hoje por causa do seu apelo sexual. (y)

5. Google

significados_ocultos15
Você já percebeu que o logo do Google é constituído basicamente de cores primárias (azul, amarelo e vermelho)? E você nunca se perguntou o que aquele “L” pintado de verde, uma cor secundária, faz ali? O aparente descuido foi totalmente intencional, pois com isso a empresa quis dizer que nem sempre joga pelas regras, e esse seria seu diferencial.

6. Toblerone

toblerone

significados_ocultos10
O logo desse delicioso chocolate guarda dois segredos. O primeiro deles pode ser visto no desenho da montanha: percebe que há um urso ali?
O segundo, é que em “toblerone” se extrai a palavra “Bern” (ou Berne, em francês), cidade suíça de onde esse chocolate é original.

7. Pepsi

significados_ocultos7
Em 2008, a Pepsi gastou US $ 1 milhão para pagar a Arnell Associates com o objetivo de avançar com o novo logotipo (o antigo é o da esquerda e o novo, à direita). Mas, o documento Arnell vazou e foi intitulado “Estratégia de Design de Tirar o Fôlego.” Ele propõe que o novo logotipo seja uma espécie de Código Da Vinci.
23significados_ocultos
22significados_ocultos
De acordo com o documento, o logotipo da Pepsi baseia-se em Feng Shui, no Renascimento, no geodínamo da Terra, na Teoria da Relatividade, no universo, e muito mais. Em outras palavras, o logotipo da Pepsi é a chave para o universo; o auge da realização humana.
A história é um tanto complicada para explicar nesse post, mas você pode ler mais sobre o assunto aqui (em inglês).

 8. IBM

significados_ocultos19
Além de, obviamente, representar o nome da empresa, as letras azuis atravessada por listras brancas representariam a igualdade, de modo a formar o símbolo de igual (=) no canto inferior direito

9. Unilever

significados_ocultos13
Você pode até não conhecer diretamente a Unilever, mas com certeza conhece alguma das suas dezenas de marcas como Kibon, Maizena, Lux, Axe, etc. De fato, a empresa fabrica tantos produtos que o seu logo é formado pela grande variedade deles.

10. Toyota

significados_ocultos6
O símbolo formado por 3 elipses representa 3 corações: o coração do consumidor, o coração do produto e o coração do progresso tecnológico. Mas, fora isso, o logo ainda esconde em si o próprio nome da empresa. Não entendeu? Então olha a imagem a seguir.
significados_ocultos2

11. BMW

significados_ocultos4
Por muito tempo achou-se que o logo da BMW simbolizava um céu azul com hélices girando, remetendo ao tempo em que a empresa fabricava motores para aviões. Mas, segundo o New York Times, a intenção original era representar as cores do Estado Livre da Baviera, um dos estados da Alemanha e local de fundação da empresa. Uma vez que símbolos nacionais não podiam ser usados como logotipo, eles reajustaram as cores de modo que elas ficassem opostas à bandeira da Baviera.

12. Sun Microsystems

significados_ocultos21
O logo da Sun é bem interessante: você pode ler a palavra “Sun” em qualquer direção.

13. Wendy’s

significados_ocultos12
O logo da tradicional lanchonete americana guarda um segredo muito discreto: se você prestar atenção, o colarinho da menina forma a palavra “Mom” (mãe). A ideia é que você se lembre da Wendy’s sempre que pensar em comida de mãe.

14. FedEx

significados_ocultos14
Além das cores diferentes, outro segredo pode ser desvendado pela logo da transportadora: as letras “E” e “x” formam uma seta apontando para a direita, simbolizando que a empresa está sempre pensando à frente.

15. Igreja Presbiteriana

significados_ocultos9
Você jamais pensou que o logo religioso pudesse esconder tantos significados.
24significados_ocultos

16. LG

significados_ocultos1
Apesar de a referência ao Pac-man ser bem mais legal, ela não representa o verdadeiro significado do logo da empresa.  De acordo com a LG, ele centra a humanidade acima de tudo. O símbolo em si representa o mundo, futuro, juventude, humanidade e tecnologia, enquanto o vermelho representa a amizade.

17. Adidas

significados_ocultos16
Já percebeu que o símbolo da Adidas parece uma montanha? Porque é exatamente isso o que deveria ser. As três listras que faziam parte do logotipo original em 1967, nunca significaram nada. Nos anos 90, porém, eles inclinaram as listras de modo que isso se tornasse uma montanha, que representaria os obstáculos que as pessoas precisam superar.

18. NBC

significados_ocultos17
O logo da famosa rede de tv é mesmo um pavão, mas você sabe o porquê de tantas cores? Tudo aconteceu na década de 60, quando os primeiros televisores em cores começaram a ser produzidos. Então, como um atrativo, eles criaram um logo multicolorido de modo a mostrar o potencial da nova tecnologia e fazer as pessoas saírem do preto-e-branco.

19. Audi

significados_ocultos18
Bem, não são apenas 4 aros. Cada circulo representa uma das 4 companhias fundadoras do Consórcio Auto-União, em 1932: DKW, Horch, Wanderer e Audi.


Leia mais: http://www.tudointeressante.com.br/2014/10/19-logos-de-marcas-famosas-que-possuem-significados-ocultos-que-voce-nem-pode-imaginar.html#ixzz3LJGnTTYX

domingo, 9 de novembro de 2014

Atos de traição mais prejudiciais do que a infidelidade

12 atos de traição que são piores que a infidelidade

Publicado: Atualizado: 
INFIDELIDADE
Para muitos, a descoberta de um caso extraconjugal significa que o relacionamento não tem mais volta. Como você pode confiar no seu parceiro depois que ele ou ela quebra aquele vínculo de intimidade?

Mas será que existem atos de traição mais prejudiciais a um relacionamento do que a infidelidade? Alguns usuários do Reddit acreditam que sim. Na quinta-feira (23 de outubro), usuários do fórum Ask Reddit compartilharam uma coisa que o parceiro ou parceira poderia fazer que lhes magoaria mais do que uma infidelidade. Veja algumas das respostas interessantes abaixo.
1. "Desistir do relacionamento sem razão. Eu prefiro que ele me traia do que ouvi-lo dizer ‘eu não te amo mais'."
2. "Se ela confidenciasse algo a outro homem ao invés de contar a mim, me magoaria mais do que uma traição. (A exceção seria o pai dela)."
3. "Se ela me desse um calote. A traição (dependendo do contexto) simplesmente significa 'eu queria me dar bem e esperava que você não descobrisse'. Ao me passar a perna financeiramente, você está me dizendo ‘estou disposta a comprometer o seu bem-estar a longo prazo para melhorar a minha vida'."
4. "Esconder um vício em droga ou outra coisa parecida seria muito pior do que descobrir uma infidelidade."
7. "Mentir. Juro que se você beber demais e transar com outra pessoa, tudo bem. Acontece. Preferia que não acontecesse, claro, mas acontece. Se você me contar o que fez? Legal. Vamos resolver de alguma forma. Se mentir sobre o ocorrido? Está tudo acabado. As pessoas subestimam drasticamente a importância de haver sinceridade brutal nos relacionamentos."
8. "Usar os meus filhos para me chantagear ou colocá-los contra mim. Eu não saberia como lidar com isso."
10. "Mentir constantemente. Tudo bem mentir uma vez, mas se ela passar anos mentindo, e aí eu descobrir sobre todas ao mesmo tempo, isso me magoaria mais do que descobrir que ela tinha tido um caso."
11. "Dar dinheiro para ajudar à família dela sem me falar. Eu sou o único provedor da nossa casa e a família dela não é muito trabalhadora."
12. "Se ele me dissesse que não gosta de mim como pessoa."
Este artigo foi originalmente publicado pelo HuffPost US e traduzido do inglês.


terça-feira, 30 de setembro de 2014

domingo, 21 de setembro de 2014

GRANDES FRASES DA PRESIDANTA



18º lugar .... “Eu sempre escuto os prefeitos. Por que é que eu escuto os prefeitos? Porque é lá que está a população do país, ninguém mora na União, ninguém mora… “Onde você mora?” “Ah, eu moro no Federal”.”

17º lugar .... “A única área que eu acho, que vai exigir muita atenção nossa, e aí eu já aventei a hipótese de até criar um ministério, é na área de… Na área… Eu diria assim, como uma espécie de analogia com o que acontece na área agrícola.”

16º lugar .... “A mulher abre o negócio, tem seus filhos, cria os filhos e se sustenta, tudo isso abrindo o negócio.”

15º lugar .... “A Zona Franca de Manaus, ela está numa região. Ela é o centro dela porque ela é a capital da Amazônia.”

14º lugar .... “Vamos dar prioridade a segregar a via de transporte. Segregar via de transportes significa o seguinte: ou você faz metrô, porque o metrô… porque o metrô, segregar é o seguinte, não pode ninguém cruzar rua, ninguém pode cruzar a rua, não pode ter sinal de trânsito, é essa a ideia do metrô. Ele vai por baixo, ou ele vai pela superfície, que é o VLT, que é um veículo leve sobre trilho. Ele vai por cima, ele para de estação em estação, não tem travessia e não tem sinal de trânsito, essa é a ideia do sistema de trilho.”

13º lugar .... “Tudo o que as pessoas que estão pleiteando a Presidência da República querem é ser presidente.”

12º lugar .... “Eu vi. Você veja… Eu já vi, parei de ver. Voltei a ver e acho que o Neymar e o Ganso têm essa capacidade de fazer a gente olhar.”

11º lugar .... “Eu quero adentrar pela questão da inflação, e dizer a vocês que a inflação foi uma conquista desses 10 últimos anos do governo do presidente Lula e do meu governo.”

10º lugar .... “Eu também vou falar… eu vou falar pouco. Vou explicar por quê: todo mundo, antes de mim, disse que ia falar pouco, não é? E aí, tinha uma senhora ali, na frente, que falou o que todos nós estamos sentindo. Ela disse assim: “Eu estou com fome”. E eu vou levar em consideração ela, que falou uma coisa que todo mundo está pensando, mas não está falando.”

9º lugar .... “A autossuficiência do Brasil sempre foi insuficiente.”

8º lugar .... “Em Portugal, o desemprego beira 20%. Ou seja, 1 em cada 4 portugueses estão desempregados.”

7º lugar .... “Primeiro, eu queria te dizer que eu tenho muito respeito pelo ET de Varginha. E eu sei que aqui, quem não viu conhece alguém que viu, ou tem alguém na família que viu, mas de qualquer jeito eu começo dizendo que esse respeito pelo ET de Varginha está garantido.”

6º lugar .... “Em Vidas Secas está retratado todo problema da miséria, da pobreza, da saída das pessoas do Nordeste para o Brasil.”

5º lugar .... “O meio ambiente é sem dúvida nenhuma uma ameaça ao desenvolvimento sustentável.”

4º lugar .... “Eu quero, então, voltar aonde eu comecei. Eu vou falar agora que aqui tem 37 municípios. Eu vou ler os nomes dos municípios, porque eu acho importante que cada um de vocês possam (sic) se identificar aqui dentro e, por isso… Eu ia ler os nomes, não vou mais. Por que não vou mais? Eu não estou achando os nomes. Logo, não posso lê-los.”

3º lugar .... “Eu ontem disse pro presidente Obama que era claro que ele sabia que depois que a pasta de dente sai do dentifrício ela dificilmente volta pra dentro do dentifrício. Então que a gente tinha de levar isso em conta. E ele me disse, me respondeu que ele faria todo esforço político para que essa pasta de dente pelo menos não ficasse solta por aí e voltasse uma parte pra dentro do dentifrício.”

2º lugar .... “Eu estou muito feliz de estar aqui em Bauru. O prefeito me disse que eu sou, entre os presidentes, nos últimos tempos, uma das presidentes, ou presidentes, que esteve aqui em Bauru.”

E finalmente, o 1º (ríssimo) lugar ... “Se hoje é o dia das crianças, ontem eu disse que criança… o dia da criança é dia da mãe, do pai e das professoras, mas também é o dia dos animais, sempre que você olha uma criança, há sempre uma figura oculta, que é um cachorro atrás.”

Ela é melhor que o saudoso Vicente Matheus!!